fbpx

Encontro de Filarmónicas

2ª edição do Gaia World Music encerra com resultados muito positivos
26-09-2015

A 2ª edição do Gaia World Music encerrou no domingo, ao fim de 20 espectáculos que promoveram a cidade e o seu património, ao longo de 17 dias consecutivos. Exemplo do balanço positivo deste evento, promovido pelo Município de Gaia, foi o Encontro de Bandas Filarmónicas que iniciou com um desfile no Cais de Gaia.

“O Gaia World Music tem epicentro no município, mas quer ser uma forma de dignificar e dar visibilidade às instituições ligadas à cultura do concelho e, ao mesmo tempo, dar vida e sentido ao espaço público”, afirmou Eduardo Vítor Rodrigues, presidente da Câmara de Gaia, acrescentando: “Nada melhor do que com instituições de Gaia que fazem do melhor que podemos ver e ouvir em termos musicais”.

Eduardo Vítor Rodrigues falava no final do Encontro de Filarmónicas de Gaia, no qual participaram a Banda Musical Leverense, a Sociedade Musical 1º de Agosto (Banda de Coimbrões) e a Banda Musical de Avintes. O final do encontro ficou marcado pela atuação conjunta das filarmónicas e pela oferta do presidente da Câmara do livro evocativo da 1ª edição do Gaia World Music a cada maestro.

Tal como na 1ª edição, o principal objetivo do Gaia World Music foi a promoção da cidade e do seu património e os concertos realizados tiveram casa cheia. Vários palcos e monumentos receberam vinte espetáculos ao longo de 17 dias. De entre a variedade musical, destaque para o recital de canto, guitarra e flauta no Convento Corpus Christi, no espetáculo de abertura do GWM, e para o concerto de encerramento, com o Grupo Musica Reservata, dirigido pelo maestro Mário Mateus, que se realizou no passado domingo, no Auditório Municipal.

Uma das novidades deste ano foi a passagem do Harmos Plural pelo Gaia World Music. Um festival dedicado à arte sonora (desde o jazz, à world music, passando pelo pop, rock, e até a electrónica) que se realiza em dez cidades, e onde participam os melhores artistas das mais relevantes escolas superiores de artes do mundo.

De entre os vários concertos apresentados nesta segunda edição, alguns destacaram-se pela forte adesão do público. O concerto da soprano Ana Maria Pinto e da pianista Joana Resende, que lotou a Casa Museu Teixeira Lopes, ou o espetáculo da Orquestra Portuguesa de Guitarras e Bandolins, que levou mais de trezentas pessoas aos Claustros do Mosteiro da Serra do Pilar, são bons exemplos de como a marca Gaia Word Music está a consolidar-se.

O Mercado Municipal de Gaia, a Igreja de Santa Marinha e o Mosteiro da Serra do Pilar foram alguns dos locais emblemáticos do município que acolheram os espetáculos, para além da Casa-Museu Teixeira Lopes, do Auditório Municipal e do Cine-Teatro Eduardo Brazão.

Leave a Comment