fbpx

Greve: Utentes do Hospital de Gaia desprevenidos

 Greve no hospital de Vila Nova de Gaia

Vários serviços no Hospital de Vila Nova de Gaia encontravam-se hoje fechados, devido à greve da função pública, com utentes a serem apanhados desprevenidos, entre a incerteza de receberem atendimento e falta de informação.

Vários serviços no Hospital de Vila Nova de Gaia encontravam-se hoje fechados, devido à greve da função pública, com utentes a serem apanhados desprevenidos.

Utentes Gaienses apanhados desprevenidos e sem consultas.

 Serviço de cardiologia encerrado

Serviços de cardiologia, pneumonia, consulta externa e unidade de broncologia fecharam e pode-se ler, em papéis afixados, a palavra “Greve”.

Vários serviços no Hospital de Vila Nova de Gaia encontravam-se hoje fechados, devido à greve da função pública, com utentes a serem apanhados desprevenidos.

Também à entrada do hospital o gabinete de colheita de sangue encontrava-se de portas fechadas.

 Gabinete de colheita de sangue

Também à entrada do hospital o gabinete de colheita de sangue encontrava-se de portas fechadas e dezenas de utentes não sabiam se o mesmo ainda ia abrir, não havendo avisos por parte dos funcionários.

Vários serviços no Hospital de Vila Nova de Gaia encontravam-se hoje fechados, devido à greve da função pública, com utentes a serem apanhados desprevenidos.

Aumento dos salários na função pública, o descongelamento na carreira e as 35 horas semanais para todos os trabalhadores.

Governo anterior

Elsa Silva, técnica superiora de saúde, explicou que não aderiu à greve, porque na próxima semana já vai haver uma “dedicada aos técnicos superiores de tecnologia, no Porto“, na qual vai participar, criticando o Governo anterior.

 

Vários serviços no Hospital de Vila Nova de Gaia encontravam-se hoje fechados, devido à greve da função pública, com utentes a serem apanhados desprevenidos.

Em causa na greve nacional está a falta de respostas às reivindicações da Frente Comum.

Exames desmarcados

Todo o servico foi afectado, devido à falta de asistentes operacionais sendo que todos os exames de todos os utentes foram desmarcados. Ou seja, tudo o que não forem doentes de urgência, vão embora.

Adaptado de: Diário de Noticias